segunda-feira , 26 outubro 2020

Ducati terá nove lançamentos em novembro

1200Ao afirmar que nunca lançaram tantas motos no Salão de Milão e que este será “sem sombra de dúvida o maior ataque da Ducati a novos mercados”, o CEO Claudio Domenicali dava o tom do que a marca espera de . A caminho de um recorde de vendas em , impulsionado pelo sucesso da Scrambler, ele falou por alguns minutos dentro da apresentação de lançamentos da Audi (proprietária da marca) no Salão de Frankfurt, que terminará no próximo domingo (27).

Neste momento de recuperação das vendas na Europa e novo fôlego financeiro apoiado pelos alemães, o CEO diz que dois dos lançamentos têm o objetivo de atingir novos compradores e são de categorias onde a fabricante não está presente hoje.

Uma delas seria uma versão da Diavel com profundas modificações para o gosto americano, atualmente o maior mercado internacional da Ducati. Teria pedaleiras à frente do banco, entreeixos e ângulo de direção maiores, transmissão final por correia e design de orientação clássica. Outro palpite vem do evento de lançamento internacional da Scrambler, do qual participamos em dezembro passado, quando o então diretor Mario Alvisi nos antecipou que o modelo daria origem a uma nova família direcionada ao público jovem. Portanto, esperamos novas variações que se juntarão às quatro já existentes.

A maior parte das novidades serão versões de modelos já existentes ou atualizações de motorização para a norma anti-emissões Euro 4, que passará a vigorar em 2018 / 2017 reduzindo os limites permitidos. Entre elas estariam uma esportiva 959 Panigale para substituir a 899 e uma família Hypermotard 939 no lugar da 821, afirmam publicações americanas que dizem ter acessado documentos para homologação dos novos modelos no país. Segundo os sites, o novo motor V2 da Panigale teria exatamente 955cc e a família Hypermotard manteria as três versões (standard, SP e Hyperstrada) com o propulsor de 937cc.

Até o momento a única prévia oficial dos nove lançamentos foi a Monster 1200R, que recebe a nova versão do motor 1.198cc de Diavel e Multistrada. A potência salta de 145 cv (versão S) para inéditos 160 cv e nela a Ducati abandona a proposta de uma pilotagem confortável, com banco generoso – na contramão da tendência das nakeds atuais – e ganha uma variação mais esportiva para atender os frequentadores de track days.

Com sub-chassi menor (parte da estrutura que sustenta a rabeta), o assento ficou mais curto e estreito. As suspensões ajustáveis Öhlins são as mesmas da versão S (inclui amortecedor de direção), os freios Brembo topo de linha vêm da Panigale e as rodas forjadas mais leves reproduzem o desenho em “W” da esportiva, com o mesmo pneu traseiro de 200 mm de largura. Para que a Monster mais potente já produzida fosse adequada aos track days elevaram a distância do solo em 15 mm tornando possíveis inclinações de até 50° e separaram os suportes de pedaleira dianteiro e traseiro, agora fixando a da garupa ao sub-chassi e distanciando as duas, o que facilita a acomodação do calcanhar quando se pilota esportivamente (com a ponta do pé sobre a pedaleira).

O Salão de Milão (EICMA) abrirá as portas no dia 19 de novembro e, além de ser a plataforma de lançamentos tradicionalmente escolhida pela Ducati, concentrará os lançamentos mundiais para , já que neste ano não haverá Salão de Colônia.

Nova Monster 1200 R – É a naked mais potente já feita pela Ducati

Nem só de carros vive o Salão de Frankfurt, na Alemanha. Prova disso é que o Grupo Volkswagen vai aproveitar a mostra para exibir a naked mais potente já feita pela Ducati (“braço” de motos do grupo). Trata-se da Monster 1200 R, uma versão mais forte e sofisticada do modelo que pega emprestado alguns componentes da superesportiva Panigale 1299, …

Ducati Hypermotard

Prós: feita para quem tem paixão por adrenalina e não quer pagar o preço de uma superesportiva. A ciclística motard é seu ponto mais forte, tornando-a ótima para deitar nas curvas. O desenho também impõe respeito. Contras: não é nada prática para o dia a dia, nem confortável na estrada. Além disso, domar o propulsor de 821 cc …

Ducati Multistrada 1200 Touring 2018 – Motografia e preço

Não é fácil ver uma italiana na seara típica das alemãs e japonesas. Mas ela entrou aqui porque é cheia de tecnologia e tem um desempenho fantástico, proporcionado pelo motor bicilíndrico de 150 cv de potência e 13 kgfm de torque. Assim como a Triumph, é mais afeita ao asfalto do que à terra. O …

Ducati 1299 Panigale S 2018 com preço de tabela sai por R$ 92.500

Montada em Manaus, a Ducati 1299 Panigale S mostra como algo bom pode ficar ainda mais refinado. A 1199 Panigale era um diamante bruto, mas sua sucessora é uma pedra preciosa lapidada, que tem tabela de R$ 92.500. No visual, a novata se diferencia da antecessora pela bolha mais alta, dianteira mais larga e entradas …

Download app Android, modelo 2021.

Sobre Redação UpLinkBr

Suporte do website UpLinkBr, envie seu email ou dívida para [email protected]